COMPETITIVO Renan Klopper

Meta Report – TakeOver 2 e Overwatch Contenders (07/06/2017)

Voltamos com mais um Meta Report, e dessa vez os campeonatos incluídos na análise são o TakeOver 2 e a etapa norte americana do Overwatch Contenders, que aconteceram neste último fim de semana (02 a 04 de junho).

Como é de costumo, temos como referência a postagem do Overbuff, que sempre nos auxilia nas análises.

Além da Immortals e da Rogue, que brilharam nos campeonatos em questão, Tracer e Winston continuaram chamando atenção e estiveram presentes em algum momento praticamente em todas as partidas durante a exibição dos torneios.

Confira como ficou a colocação dos heróis em termos de utilização nestes eventos:

Como de costume, vamos às porcentagens de utilização de cada herói, seguido de uma breve análise dos pontos mais interessantes.

Utilização dos heróis

Tier S (>=95% Taxa de uso): Ninguém

Tier 1 (>80% Taxa de uso): Lúcio (92%), Tracer (87%), Winston (81%)

Tier 2 (>50% Taxa de uso): Zenyatta (74%), Soldado 76 (63%), Genji (60%), D.Va (53%)

Tier 3 (>20% Taxa de uso): Ana (24%)

Tier 4 (>5% Taxa de uso): Reinhardt (19%), Zarya (15%), Roadhog (8%), Pharah (7%), Sombra (6%), Mercy (5%)

Tier 5 (<5% Taxa de uso): Widowmaker (2%), Mei (1%), McCree (1%), Torbjorn (1%), Bastion (0%), Reaper (0%), Hanzo (0%), Orisa (0%), Symmetra (0%), Junkrat (0%)

Logo de cara já vemos uma mudança significativa. Comparado ao último Meta Report, Lúcio já não reina soberano no Tier 1. Agora ele conta com a companhia de Tracer e Winston. E é basicamente nestes dois heróis que vamos focar uma análise mais profunda.

Com o meta dive reinando em jogos competitivos, Winston surge como principal pilar da maioria das composições que abusam das características de dive: um engage rápido e agressivo.

Vale ressaltar que o meta foi moldado em torno dos buffs no próprio Winston e algumas mudanças pontuais na D.Va, que atualmente já conta com 53% de utilização.

A diminuição do acerto crítico no macaco e a melhoria em sua barreira fizeram dele um personagem fortíssimo e extremamente necessário no metal atual. Os números só provam isso.

Não se preocupem queridos

A garota propaganda do jogo, se é que podemos chamá-la assim, aos poucos foi galgando seu espaço e ganhou muita relevância no meta atual, mesmo sem passar por mudanças em atualizações.

Com composições cada vez mais dinâmicas e agressivas, que contam com Lúcio, Winston e D.Va, Tracer acabou surgindo como a melhor, e mais fatal, opção de DPS.

O kit de habilidades da personagem, que faz com que a mesma entre e saia de combate causando dano, a torna perfeita para a maioria das situações. Tudo isso somado à sua capacidade de caçar os suportes inimigos e se sobressair em situações de 1v1, famoso potencial de pickoff.

Como se já não fosse o suficiente, sua suprema parece simples mas tem um enorme potencial de estrago nas linhas inimigas, além de recarregar muito rápido. Um bom exemplo do que uma bomba eletromagnética pode causar é a jogada do TviQ, famoso DPS da Misfits, que podemos ver abaixo:

Deixando um pouco a parte superior da lista de lado, tivemos também a troca de suportes entre Ana e Zenyatta. Os nerfs recentes na heroína fizeram com que ela acabasse dando lugar ao ômnico, que além de ser mais letal, também é capaz de curar os ágeis DPS que vão na linha de frente.

Com a chegada de um novo mapa e as mudanças recentes do último PTR, é muito provável que os próximos Meta Reports sejam bem diferentes deste que estamos vendo.

Compartilhe conosco suas impressões através dos comentários.

ESCUTE NOSSO PODCAST

Sobre o autor | Website

Receba todas as noticias do mundo de Overwatch!

100% livre de spam.